28/05/2017

Novidade | "A química dos nossos corações" de Krystal Sutherland

O primeiro amor é um desastre épico
A magnífica estreia de Krystal Sutherland com A química dos nossos corações
No próximo dia 1 de junho, a Porto Editora publica A química dos nossos corações, o romance juvenil da estreante Krystal Sutherland que tem conquistado leitores por todo o mundo.
Henry Page é um romântico incurável... ainda que meramente no plano das ideias. Para ele, amor verdadeiro é aquele que provoca arritmias cardíacas, com primeiros beijos acompanhados por uma banda sonora digna de um sucesso de Hollywood e em que “para sempre” significa “até que algo mais definitivo do que a morte nos separe”. Quando conhece Grace Town – que não é, definitivamente, a rapariga de sonho pela qual esperava – Henry vai descobrir que a vida não segue o guião que criou. E que isso pode ser a parte mais interessante de todas.
Uma magnífica estreia que captura as emoções agridoces dos primeiros amores, os sentimentos confusos da adolescência e como “reparar” um coração partido o pode tornar ainda mais valioso.

Sinopse: Henry Page não esperava apaixonar-se. Considera-se um romântico, mas nunca viveu aquele momento em que o tempo para, a barriga se enche de borboletas e a música começa a tocar, sabe-se lá onde. Pelo menos, até ao momento.
Então, conhece Grace Town, a esquiva nova colega de escola, que se veste com roupa de rapaz demasiado grande, apoia-se numa bengala, parece tomar banho poucas vezes e esconde segredos desconcertantes. Não é bem a rapariga de sonho que Henry esperava, mas quando os dois são escolhidos para coordenar o jornal da escola, a química acontece. Depois de tantos anos a salvo do amor, Henry está prestes a descobrir como a vida pode seguir um caminho tortuoso e como, por vezes, os desvios são a parte mais interessante desse mesmo caminho.
Uma estreia brilhante que equilibra humor e corações partidos, lembrandonos de como o primeiro amor pode ser agridoce.

Podem ler as primeiras páginas AQUI.

A Autora:
Krystal Sutherland nasceu em Townsville, Austrália, um lugar que não conhece o inverno. Já adulta, passou por Sydney onde coordenou a revista da universidade que frequentava; por Amesterdão, onde trabalhou como correspondente de um jornal; e Hong Kong. Krystal estagiou na Bloomsbury Publishing e foi nomeada para o Queensland Young Writers Award. Não tem animais de estimação, nem filhos, mas adora dar nomes a objetos inanimados: por exemplo, teve uma bicicleta holandesa chamada Kim Kardashian e um dinossauro pequeno e insuflável chamado Herbert. A química dos nossos corações é o seu primeiro romance.

Novidade:

22/05/2017

Novidade | "A Sereia" de Kiera Cass

A Marcador vai lançar já no próximo dia 7 de Junho mais um livro da Kiera Cass e o melhor é que a editora manteve a capa *.*

Uma rapariga com um segredo. O rapaz dos seus sonhos. E um oceano entre eles.

O mesmo discurso foi feito centenas de vezes a centenas de lindas raparigas que entram na irmandade das sereias. Há anos que Kahlen segue as regras, esperando pacientemente pela vida que poderá considerar sua. Mas quando Akinli, um ser humano, entra no seu mundo, ela não consegue continuar a viver segundo as regras. De repente, a vida pela qual tem esperado não parece tão importante como a que está a viver agora.

Nota da Autora:
«Se tens estado pacientemente à espera de algo num mundo não relacionado com A Seleção, aqui o tens! Deram-me a oportunidade de reescrever o meu primeiro livro, A Sereia. Este conta a história de Kahlen, uma sereia, enquanto vive com as suas irmãs ao serviço de Oceano, afundando navios com o seu canto e mantendo em segredo o seu dom mortífero. Kahlen vai gerindo as coisas o melhor que se pode esperar de uma rapariga que está proibida de falar, cantar e rir, até conhecer Akinli, um rapaz ligado a Oceano à sua maneira. E então, a vida que ela poderia ter agora, ainda que breve e cheia de segredos, parece valer o risco, mesmo que isso signifique desistir do futuro para o qual tem trabalhado.» Kiera Cass

A Autora:
Kiera Cass cresceu na Carolina do Sul e é formada em História pela Universidade de Radford. Atualmente, vive com a sua família em Christiansburg, na Virgínia, EUA. A trilogia A Seleção colocou-a no primeiro lugar da lista de livros mais vendidos do The New York Times. Nos tempos livres, gosta de ler, dançar, fazer vídeos e comer quantidades excessivas de bolos.

A mesma autora de:

Novidade:

21/05/2017

Opinião | "Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Título: Se Eu Fosse Tua
Autor: Meredith Russo
ISBN: 9789896652197
Edição ou reimpressão: 04-2017
Editor: Nuvem de Tinta
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 228 x 18 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 264

Sinopse: Só porque tens um passado, não quer dizer que não possas ter um futuro.
Mudar de escola no último ano e ser a miúda nova do liceu nunca é fácil para ninguém. Amanda Hardy não é excepção: se quiser fazer amigos e sentir-se aceite, terá de baixar as defesas e deixar que os outros se aproximem. Mas como, quando guarda um segredo tão grande?
Uma história inspiradora e comovente que nos enche o coração e nos ensina que o amor mais verdadeiro e profundo nasce da coragem de sermos nós mesmos.

OPINIÃO:
Eu tinha ouvido falar super bem deste livro e devido ao tema eu queria lê-lo, mas a verdade é que eu não ia com nenhuma expectativa, não sei bem, mas achava que o livro não iria ser nada de especial, mas enganei-me profundamente. Quando iniciei a leitura percebi logo que era fantástico, cativou-me logo nas primeiras páginas e quanto mais lia, mais eu ficava apaixonada por esta personagem e pela sua grande história de vida .

Se Eu Fosse Tua conta-nos a história da Amanda, uma jovem que nunca se sentiu bem no seu corpo e logo viu-se numa luta para mudar. Quando consegue decide ir viver com o pai para começar numa nova cidade onde ninguém sabe o seu passado. Mas nada é fácil quando tem que se adaptar a uma nova escola, novos amigos, confiar nas pessoas, mas ainda mais complicado quando a sua relação com o pai não é nada fácil.

O livro trata um tema bastante forte, a Amanda é transgénero, até posso pensar que é spoiler dizer o tema principal porque na sinopse não diz, mas para mim é importante que o leitor inicie esta leitura já com o conhecimento do que retrata, afinal de contas foi exatamente por saber qual o tema que eu li este livro. Logo descobri que também a autora é uma mulher transgénero, mas não, não é uma biografia, a autora deixa muito claro que alguns aspetos foram sim inspirados na sua experiência, mas a história é puramente um romance e que a Amanda não é real, mostrando que cada pessoa é como é e os processos que uma pessoa transgénero passa também são diferente. Na minha opinião a autora quis criar algo em que as pessoas transgénero pudessem acreditar que tudo é possível, e para as pessoas cisgénero (não são trans)  pudessem ver o quanto complicado é todo este processo e para haver menos preconceito que infelizmente ainda existe.

A história em si eu achei bastante simples e até cliché, afinal de contas é a rapariga nova que começa a namorar com o rapaz popular e tudo se desenrola por aí, mas o que me fez gostar imenso deste livro e achar uma das melhores leituras deste ano até ao momento é a forma como a autora explorou as fraquezas do ser humano, afinal todos temos direitos a sermos quem somos realmente. No caso das pessoas transgénero têm que ter  a possibilidade de alterar isso de forma a se sentirem bem e principalmente serem felizes. Claro que todo este processo é bastante complicado, mas tem que ser discutido e temos que acabar com o preconceito, afinal de contas todas as pessoas têm o direito de serem felizes.

A Amanda é uma jovem que sofreu imenso, o livro não retrata apenas a transexualidade, mas também tudo o que vem daí, como preconceito, depressão, suicídio e problemas familiares. Todos estes temas devem-se a ela não se sentir bem com ela própria, todas as pessoas têm o direito de ser felizes e a Amanda não estava feliz antes. O livro retrata uma rapariga forte e determinada em ser aquilo que sempre soube que era, independentemente do que a família achava ou o que as outras pessoas diziam, o mais importante era ela se sentir ela mesma.

Outro aspeto que eu gostei, foi que a autora não se focou nas operações e todo o processo pelo qual a Amanda passou, afinal de contas é um romance, como tal não é um manual de mudança de sexo, logo compreendo perfeitamente que a autora tenha decidido criar uma história mais para o lado das relações humanas e de tudo o que a Amanda tem que passar, do que propriamente o processo em si, afinal isso é algo demasiado pessoal. Ao longo do livro temos sim as reações da Amanda a todo o processo, percebemos perfeitamente o tão complicado e complexo esta transformação é e o quanto ela sofreu, e não é preciso mais pormenores, para mim foi suficiente para entender todas as dificuldades desta jovem, que infelizmente nasceu no corpo errado.

O livro é sem dúvida uma lição de vida para muitos, não é uma história fácil, mas que tem que ser lida pelos jovens para não só compreenderem melhor o tema, mas também para perceberem que somos todos diferentes e temos o direito de ser quem queremos independentemente do que for. Sem dúvida é um livro bastante poderoso, escrito de uma forma bastante simples, mas que prende do início ao fim, levando o leitor a apaixonar-se por esta incrível personagem. Este é daqueles livros que após o terminamos sabemos que levamos com uma mensagem muito importante para a vida.

Em toda a opinião eu retratei sempre a Amanda no feminino, afinal de contas ela apenas estava presa num corpo de um rapaz, no seu entender ela sempre foi mulher, ela sempre se sentiu com uma mulher e como tal não tem lógica nem sequer falar do Andrew, afinal e contas ela sempre foi a Amanda.

Uma excelente leitura que recomendo a todos os jovens, mas também a pais e educadores, afinal de contas o tema é demasiado importante para não ser discutido! 

Opinião com o apoio:

15/05/2017

Novidades | Topseller

O que te resta quando o homem dos teus sonhos te magoa? Lily tem 25 anos. Acaba de se mudar para Boston, pronta para começar um nova vida e encontrar finalmente a felicidade. No terraço de um edifício, onde se refugia para pensar, conhece o homem dos seus sonhos: Ryle. Um neurocirurgião. Bonito. Inteligente. Perfeito. Todas as peças começam a encaixar-se.
Mas Ryle tem um segredo. Um passado que não conta a ninguém, nem mesmo a Lily. Existe dentro dele um turbilhão que faz Lily recordar-se do seu pai e das coisas que este fazia à sua mãe, mascaradas de amor, e sucedidas por pedidos de desculpa.
Será Lily capaz de perceber os sinais antes que seja demasiado tarde? Terá força para interromper o ciclo?

Qual será o preço da fama? A luta de uma mãe que tudo fará para que não corrompam os seus filhos.
Abandonada pelo marido, Faye vive momentos de desespero enquanto tenta criar os três filhos, sozinha e sem nenhuma fonte de rendimento. Até que, um dia, a sorte lhe bate à porta. A filha Molly, de 4 anos, torna-se um sucesso na Internet e é-lhe feita uma proposta milionária para entrar numa série de televisão. Inocentemente, Faye aceita a bênção caída do céu.
A série é um sucesso e, de repente, Faye e a família são atiradas para a ribalta, sob o escrutínio de milhões de espetadores. E agora que a filha mais nova é uma estrela da televisão, Faye é obrigada a enfrentar o preço da fama. Para lá dos sorrisos enganadores de Hollywood, esconde-se todo um manto de interesses, vícios e assédio sexual que deixaria qualquer mãe atemorizada. E, para horror de Faye, os seus filhos pertencem agora a esse mundo.
Seguindo o seu instinto, ela tenta proteger a família das atenções negativas, mas os seus esforços caem por terra quando o marido regressa, exigindo o dinheiro que acha que é seu por direito.
À medida que os problemas surgem, Faye pergunta-se: terá ela tomado as decisões certas para salvar a sua família?



Siglufjördur é uma pacata terra de pescadores, perdida no norte da Islândia, onde todos se conhecem e nem é preciso trancar as portas. Ari Thór Arason, um jovem polícia em início de carreira, é obrigado a deixar a sua vida em Reiquiavique e a mudar-se para essa terra inóspita, onde nada parece acontecer.
Inesperadamente, dois eventos que não parecem ter qualquer ligação entre si perturbam a paz da vila. Uma jovem é encontrada semidespida na neve, ferida e inconsciente, e um velho e acarinhado escritor sofre uma queda mortal. Estes acontecimentos abrem caminho a uma investigação liderada por Ari.
As incessantes tempestades de neve, e a brutal avalanche posterior, acabam por isolar a vila e a investigação torna-se cada vez mais complexa, arrepiante e... pessoal. O polícia acaba traído por aqueles em quem confiou e, sobretudo, angustiado com o perigoso assassino que continua à solta. Quando o passado da vila é finalmente desenterrado, nada fica como antes nas vidas de Ari e dos habitantes de Siglufjördur.

Tudo o que é bom e mágico acontece durante o verão, e é a sonhar com o verão que Belly, de 16 anos, passa os seus dias. Para ela, os invernos são insuportáveis e sinónimo de estar longe de Jeremiah e de Conrad, os rapazes que Belly conhece desde a sua primeira estadia na casa de praia. Eles são os seus quase-irmãos, os seus inseparáveis parceiros de aventuras.
Até que chega aquele verão - maravilhoso e ao mesmo tempo terrível - em que tudo muda. Estas poderão ser as últimas férias que passam todos juntos na casa de praia. Chegou o momento de perpetuar memórias, confessar paixões escondidas e, acima de tudo, é hora de, finalmente, Belly começar a obedecer ao seu coração.
Um romance com sabor a mar e a liberdade, sobre crescer e apaixonar-se, deixando-nos a desejar por mais.

Uma história deliciosa sobre desencontros, mal-entendidos e paixões escondidas.
Lady Lucy Upton é conhecida pela sua beleza exótica, mas também pela língua afiada que afasta qualquer pretendente. Apesar do mau feitio, ela é a pessoa ideal para ajudar a tímida Cassandra a desencorajar a corte do Duque de Claringdon, que está à procura de esposa.
Com palavras ousadas e desafios impróprios de uma senhora, Lucy torna-se a sombra de Cassandra, falando no lugar dela na altura de repelir o duque. Contudo, o duque é mais obstinado do que elas imaginavam, deixando Lucy surpreendida por encontrar alguém capaz de responder às suas provocações.
O que Lucy não sabe é que o duque não desistirá de Cassandra. Ele é um homem de honra. E a verdade é que, antes de regressar da guerra, o seu amigo Julian, às portas da morte, o fizera prometer que casaria com a jovem. Apesar de não a amar, Cassandra seria a esposa perfeita... se Lucy não metesse constantemente o nariz onde não é chamada! O pior é que agora o duque não consegue ficar indiferente à atrevida mulher! Como cão e gato, os dois iniciam uma perigosa batalha de temperamentos.
Mas a lei da atração dita que um deles terá de ceder?

Novidades: