11/08/2019

Opinião | "Paixão Proibida" de Penelope Douglas

Título: Paixão Proibida
Autor: Penelope Douglas
ISBN: 9789897801433
Edição ou reimpressão: 06-2019
Editor: Quinta Essência
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 234 x 31 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 464

Sinopse: Ele acolheu-me quando eu estava desamparada.
Preocupa-se comigo. Pensa em mim. Ouve o que tenho para dizer. Protege-me. Sinto o seu olhar quando estamos à mesa, e o meu coração dispara quando o ouço chegar ao final do dia.
Tenho de pôr um fim a isto. Simplesmente não pode acontecer.
Em tempos, a minha irmã disse-me que não há homens decentes - e os poucos que existem estão comprometidos. Mas não é Pike Lawson que está comprometido… sou EU.
PIKE - Jordan veio viver cá para casa e, no início, tudo correu muito bem.
À medida que o tempo passa, porém, a situação complica-se. Tenho de parar de pensar nela. Não lhe posso tocar… nem devia querer fazê-lo. Mas quanto mais tempo passo com ela, mais ela se entranha em mim.
Não podemos ceder a esta tentação. Ela tem dezanove anos e eu trinta e oito. E sou PAI do namorado dela…
Um romance pleno de tensão e ritmo. Perfeito para fãs de amores proibidos e paixões escaldantes.

OPINIÃO:
Este livro já estava à muito tempo na minha lista para ler e assim que a Quinta Essência publicou o livro eu sabia que era uma leitura obrigatória. Comecei este livro cheia de expectativas e foi uma leitura boa, é bastante envolvente e li de um dia para o outro, mesmo tendo mais de 460 páginas eu li bastante rápido. Quando cheguei ao final percebi que a história é muito interessante e por isso li tão rápido, mas a autora conseguiu desenvolver um tema que, no início era considerado "proibido" e tabu numa história bonita e bem construída. Por isso é que a leitura foi tão agradável, não consegui parar de ler e só queria saber o que iria acontecer aos personagens.

A Jordan é uma jovem de dezanove anos que não teve uma infância fácil e hoje trabalha para pagar as contas e ainda estuda. Numa noite vai sozinha ao cinema e conhece um homem interessante, mas logo depois ela descobre que ele é o pai do seu namorado. Deste este momento percebemos uma química entre os dois e tudo piora quando a Jordan e o namorado perdem a casa onde vivem e a única hipótese é ir viver com o pai dele. Ao longo dos dias vemos esta química a crescer e ambos não conseguem parar de pensar um no outro, mas claro que existe um grande problema que o Pike não quer ultrapassar, afinal de contas ela é a namorado do seu filho.


Os personagens são muito bons, principalmente o Pike. Já li vários livros de homens que mudaram por causa de terem tido um filho, mas o Pike é um homem lindo por fora, mas principalmente por dentro. Teve o Cole muito novo e por causa disso o seu futuro foi alterado completamente, mas ele não desistiu e lutou até ter o que tem agora. É aquele típico homem que vai emocionar qualquer leitor e sem dúvida que emocionou-me imenso com a sua história. Já a Jordan é um jovem que luta diariamente para ter o pouco que tem e como, infelizmente, não tem muita ajuda da sua família, foi obrigada a crescer rapidamente. Eu adorei esta personagem, é notório que a Jordan tem uma personalidade forte e prefere trabalhar muito a ir trabalhar no mesmo local que a irmã (que não é algo lá muito correto) e só isso diz muito sobre ela. Outra coisa que adorei nesta personagem é que ela é uma mulher integra e bastante determinada. Além de trabalhar várias horas, ela ainda estuda, o que mostra que é uma jovem correta e que sabe o que quer para o seu futuro. O problema é mesmo o seu namorado que não lhe dá a atenção que ela merece.

O Cole é aquele típico jovem que não se importa com nada além dele mesmo, faz o que quer, mesmo tendo responsabilidades. Se queres viver com a tua namorada tens que saber que as contas têm que ser pagas e ninguém as vai pagar sem ser vocês os dois. Ele basicamente deixava tudo nas costas da Jordan e não ligava para nada. Quando iniciei a leitura não percebi bem o porquê de ela estar com ele, claro que mais tarde percebemos que o Cole foi muito importante numa certa altura da vida da Jordan, mas rapidamente percebi que era mais uma grande amizade que nunca deveria ter seguido para um romance. O Cole não era aquele namorado que dava a atenção que ela merecia e esta foi uma das razões que levou a Jordan a ficar tão atraída pelo Pike. O Pike estava lá para o que ela precisava, ouvi-a e estava sempre disposto a ajudá-la.

Claro que a diferença de idades é aqui o grande tópico da questão. Temos uma rapariga com dezanove anos e um homem de trinta e oito e só isso faz com que seja um grande tabu. Mas a autora soube desenvolver muito bem esta história ao ponto de eu torcer por estes dois. No início é sim um pouco complicado, mas quando lemos mais sobre a rapariga percebemos tudo o que ela passou e o que ela realmente precisa. Paixão Proibida é exatamente isso, uma paixão proibida, ambos sabem que é errado e conseguimos ler todas as lutas internas de ambos para tentarem fugir a isto, mas claro que não é fácil. Estes dois personagens têm imensos obstáculos e isso só fez com que a história ficasse ainda mais interessante, a autora conseguiu mostrar perfeitamente a angústia deles pelos sentimentos que estão a desenvolver e isso fez com que eu ficasse ainda mais cativada, afinal de contas eles sabiam perfeitamente que não era certo e em diversas partes do livro temos as reflexões de ambos de se devem ou não aceitar esses mesmos sentimentos.

A escrita de autora é maravilhosa, Penelope Douglas sabe prender o leitor, eu não queria largar o livro. A cada nova página ficava mais entusiasmada com a história e só queria saber como tudo iria terminar. É um romance bastante intenso e cheio de reviravoltas. Eu gostei bastante da forma como a autora desenvolveu a história e recomendo para quem gosta de um bom romance, mas este é mais um daqueles livros que temos que ir com a "mente aberta". Durante a leitura é fácil esquecer a diferença de idades, mas quando eles "voltam à realidade" percebemos sim que a idade é um problema, por isso recomendo sim este livro mas têm de conseguir ultrapassar este tabu e apenas desfrutar a leitura. A autora conseguiu ultrapassar preconceitos e mostrar que a idade não é um problema, apenas um número e no amor vale tudo!

Leitura com o apoio:

Sem comentários:

Publicar um comentário

Aqui podem deixar todos os comentários e prometo que responderei o mais rápido possível.

Comentários que não são construtivos não serão aceites.