06/08/2018

Opinião | "O Duque" de Katharine Ashe

Título: O Duque
Autor: Katharine Ashe
ISBN: 9789898869890
Edição ou reimpressão: 04-2018
Editor: TopSeller
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 228 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 336

Sinopse: Quando Amarantha e Gabriel se conheceram, as suas vidas eram muito diferentes. Ela era apenas uma jovem a caminho da América para se casar com um pregador protestante. Ele era marinheiro, e não podia acreditar na beldade perante si.
Numa noite de tempestade, com o navio em risco, encontraram um no outro a segurança que o mundo nunca lhes poderia dar. Mas a sorte nem sempre protege os apaixonados. Pouco tempo depois, prestes a cancelar o casamento, Amarantha recebeu a notícia de que Gabriel tinha morrido no mar, numa última missão antes de voltar para fugir com ela. De coração partido, decidiu avançar com o casamento.
Agora, Amarantha é viúva. Dirige-se à Escócia em busca da sua cunhada desaparecida, Penny, e espanta-se com as histórias surpreendentes do Duque do Diabo, senhor daquelas terras. Um duque satânico, capaz das piores violências, dedicado a uma vida de prazeres profanos e maldades.
Enorme é a surpresa de Amarantha quando descobre a sua identidade. É Gabriel. E está vivo. Amarantha não é capaz de conciliar essas duas imagens no seu coração. O Gabriel que conhecera era carinhoso e respeitara a sua inocência. Este Gabriel é odiado e temido por todos.
Amarantha precisa de saber. Precisa de descobrir a verdade sobre o Duque do Diabo.

OPINIÃO:
Eu sou completamente apaixonada por romances históricos e tenho gostado imenso de conhecer esta autora. A história é talvez das mais interessantes e bem desenvolvidas dos três. Não só temos o romance, mas vai muito além disso. Este livro passa-se durante anos e a autora conseguiu desenvolver na perfeição a forma como o tempo altera as personalidade das personagens, afinal de contas o tempo passa e vai-se aprendendo com o tempo e crescendo.

Amarantha é uma jovem que nunca quis casar com os típicos homens da sociedade, ela queria alguém que se preocupasse com os outros, que fosse bondoso e que não tivesse como primeiras preocupações o dinheiro e os títulos. Quando conhece um jovem pregador protestante fica encantada e decide ir para a América para se casar com ele, não estava apaixonada por ele, apenas gostou da forma como ele pensava e nas suas maiores preocupações. Durante o tempo em que estão a preparar o casamento, ela conhece o Gabriel, um jovem marinheiro que faz com que ela questione os seus sentimentos e têm uma atração instantânea. Amarantha percebe que o casamento não precisa de ser apenas por empatia, mas sim por amor. Mas Gabriel vai numa última missão para o mar e mais tarde ela recebe a noticia que Gabriel morreu no mar.

Antes de mais tenho que dizer que a sinopse é bastante grande e sinceramente recomendo que não a leiam. A pequena introdução que escrevi aqui é o suficiente para terem uma pequena ideia do que acontece, pois verdade seja dita o melhor é descobrir o que vai acontecer a estes dois personagens e ao ler a sinopse já ficam a saber de mais. Fora que a primeira parte da história acontece ao longo de bastantes capítulos e não logo nas primeiras páginas, por isso é mesmo ideal que comecem esta leitura sem saberem muito para não estragar a surpresa.

Esta história passa por diversos locais, desde a Jamaica a várias partes da Escócia, a autora conseguiu na perfeição envolver o leitor no espaço, tornando assim bastante fácil de visual, fora que era sempre uma nova surpresa qual seria o próximo local. É bastante fácil de envolver na história e rapidamente sentimos o quanto as personagens se desenvolvem, principalmente a Amarantha que passa de uma jovem impulsiva para uma mulher forte que não desiste dos seus objetivos.

Um outro aspeto que eu gostei imenso é que não retrata apenas as coisas boas de um relacionamento, pelo contrário, pelo contrário, aqui temos duas personagens que sofrem, mas que ao longo do tempo não baixam os braços. Ambos fazem o que acham o melhor, não propriamente para si próprio, mas ajudando os outros. Isso está bastante presente nesta história, sendo no trabalho da Amarantha, mas também o que o Gabriel tenta esconder de todos que é talvez o segredo mais bonito que já li em um livro deste género. O Gabriel mostra as pessoas algo que ele quer que vejam para proteger outros, não importa o que acham dele, o importante não é ele e isso é tão altruísta que rendi-me completamente.

O romance no início é bastante rápido e basicamente uma atração muito forte, mas ao longo da história vamos percebendo que afinal há sim ali muito mais. Os próprios personagens vão percebendo isso e depois temos uma história linda e emocionante que vai cativar qualquer leitor. Katharine Ashe tem uma escrita bastante rica e que prende o leitor do início ao fim, o que torna a leitura ainda mais prazerosa e faz com que seja mais um aspeto positivo para esta história.

O único aspeto menos bom que eu encontrei é que a personagem feminina cresce e transforma-se numa mulher forte e decidida, mas devido a isso também é bastante teimosa e arrogante o que só a prejudica em certos momentos. Muitas das vezes bastante ela aceitar que corria melhor. O Duque é um livro bastante interessante que sem dúvida recomendo a quem gosta de romances históricos, mas claro, primeiro leiam os dois anteriores para perceberem tudo como deve ser, pois mesmo não sendo as mesmas personagens, estas têm uma ligação.

Opinião dos livros anteriores:

Leitura com o apoio:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aqui podem deixar todos os comentários e prometo que responderei o mais rápido possível.

Comentários que não são construtivos não serão aceites.