15/01/2019

Opinião | "Sangue e Fogo - Volume 1 - Parte 1" de George R. R. Martin

Título: Sangue e Fogo - Volume 1 - Parte 1
Autor: George R. R. Martin
ISBN: 9789897731365
Edição ou reimpressão: 11-2018
Editor: Saída de Emergência
Idioma: Português
Dimensões: 158 x 229 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 352

Sinopse: A emocionante história dos Targaryen ganha vida neste trabalho magistral do autor de As Crónicas de Gelo e Fogo.
Séculos antes dos acontecimentos de A Guerra dos Tronos, a Casa Targaryen – a única família de senhores dos dragões a sobreviver à Perdição de Valíria – fez de Pedra do Dragão a sua residência. Sangue e Fogo inicia a sua narração com a história do lendário Aegon, o Conquistador, criador do Trono de Ferro, e prossegue com o relato das gerações de Targaryen que lutaram para manter o icónico trono, até à guerra civil que praticamente destruiu esta dinastia.
O que aconteceu realmente durante a Dança dos Dragões? Porque se tornou tão perigoso visitar Valíria depois da Perdição? Qual a origem dos três ovos de dragão de Daenerys? Estas são apenas algumas questões a que esta obra essencial dá resposta pela mão de um reconhecido meistre da Cidadela e das trinta e quatro ilustrações a preto e branco.
Sangue e Fogo apresenta pela primeira vez o relato completo da dinastia Targaryen, permitindo uma compreensão perfeita da fascinante, dinâmica e por vezes sangrenta história de Westeros.

OPINIÃO:
Quando este livro foi anunciado eu sabia que queria ler, mas iniciei a leitura com bastante medo, pensava que fosse uma leitura complicada e bastante descritiva, mas assim que iniciei percebi que não era nada assim e fiquei completamente rendida por esta história.
Eu adoro o mundo que o autor criou e sem dúvida que os Targaryen são a minha família favorita e sempre tive curiosidade para saber como tudo começou e é exatamente isso que este livro traz. Este livro começa 300 anos antes da história principal e leva-nos numa viagem surpreendente ao longo de batalhas, conquistas e intrigas,

Nesta primeira parte, conhecemos a história de como o Aegon I conquistou Westeros, como foi o seu reinado, todas as dificuldades que ele teve e a grande alteração aos casamentos dos Targaryen que Aegon I fez que vai influenciar no futuro. Depois temos o reinado dos seus filhos (e todas as confusões que aconteceram entre os dois filhos) e posteriormente o reinado do seu neto. É uma história puramente de factos históricos e não tanto de descrições, o que faz com que seja algo mais rápido e direto aos acontecimentos.

No final desta leitura percebi que nesta primeira parte existe dois grandes tópicos que pode influenciar bastante a opinião dos leitores. O primeiro é uma parte mais de guerra, conquistas e intrigas que vai desde a história do Aegon I quando este chega a Westeros e também toda a história entre os seus dois filhos, o Aenys I e o Maegor I. Esta primeira parte é aquilo que estamos habituados a George R. R. Martin e admito que custou-me um pouco a passar estas página, mas é sim essencial e faz com que a história seguinte seja tão emocionante. A segunda parte, e talvez a que eu acho que alguns leitores podem não gostar tanto, mas que para mim foi a minha favorita é a história do Jaehaerys I e da Alysanne (netos do Aegon I), que tem mais romance e emociona muito mais do que a primeira.


Como já disse, o que mais gostei foi da história do Jaehaerys I e da Alysanne, porque sinceramente não estava à espera que o autor criasse uma história de amor tão bonita. Claro que estamos a falar de George R. R. Martin e não é um romance cor-de-rosa, bem longe disso, chorei horrores com tudo o que eles passam durante todos os anos que estiveram vivos, é sim uma história de amor, mas também uma carga emocional e dramática muito pesada. Quando cheguei ao final da história deste casal eu só pensava que nenhuma mãe deveria passar pelo que ela passou, mas bem visto as coisas até é normal, sabemos que filhos de irmãos podem nascer com doenças (devido aos genes) e claro que isso está bem explicito e gostei muito, foi um pouco de "realidade" no meio de toda a fantasia desta história.

Outro aspeto que eu também adorei é que ficamos a conhecer algumas curiosidades sobre esta família que sinceramente não tinha nem ideia e também descobrimos uns pontos importantes que vão interligar à história principal. Eu gostei bastante disto porque ficamos a conhecer cada vez mais este mundo e percebemos que realmente este autor é genial e nada do que ele escreve é por acaso. Um desses exemplos é que sempre tive curiosidade sobre os ovos de dragão da Daenerys, e neste livro descobrimos a sua origem e é simplesmente brutal.


Eu pensava que seria uma leitura difícil, mas surpreendentemente é bastante fácil e rápido. Quando percebemos estamos presos à narrativa e só queremos saber o que aconteceu. Talvez a facilidade na leitura seja porque isto é como se fosse um livro de história, aqui não temos os pensamentos dos personagens, apenas está o que se conhece, o que as pessoas viram e quando não se sabe como aconteceu, o próprio autor diz que como não existe factos históricos a comprovar não se pode saber ao certo se aconteceu realmente daquela maneira. Esta última parte é bastante curiosa, porque é como se este livro fosse mesmo a história dos Reis Targaryen e tivéssemos a estudar tudo o que aconteceu, tornando bastante interessante, uma vez que a escrita do autor é mais de factos e não tanto de descrição, tornando assim a leitura muito envolvente.
Recomendo imenso que leiam este livro, para quem é fã da família Targaryen vai amar e emocionar com todos os acontecimentos, para quem não liga muito para esta família, mas é completamente louco por este mundo do autor, acreditem que vai aprender imenso e vão descobrir novidades que vos vão deixar de boca aberta. Leiam Sangue e Fogo e fiquem tão surpreendidos com eu fiquei.

Leitura com o apoio:

08/01/2019

Objetivos Literários para 2019 + Maratonas + Desafio Goodreads

Objetivos Literários:
Tal como o ano passado, também este ano coloquei 12 livros que quero mesmo ler durante 2019. Eu sei que não vou cumprir tudo (é o normal), mas é uma tentativa de motivar-me para ler.
O quatro primeiros livros foram os que estavam na lista do ano passado e não foram lidos e por isso voltam a estar aqui, os restantes são todos livros que eu comprei e que preciso urgentemente de os ler.

1 - Fome de Fogo de Erik Axl Sund. Eu li o primeiro em 2017, mas como desiludiu-me não fiquei curiosa para ler o resto, mas como comprei a trilogia completa eu preciso de a ler e pode ser que este segundo volume seja melhor.

2 - Em Parte Incerta de Gillian Flynn. Este eu não li o ano passado apenas por causa do tamanho, ele é enorme, mas eu quero imenso conhecer a escrita desta autora e vou sim tentar este ano ler este livro.

3 - A Quinta dos Animais de George Orwell. Eu preciso imenso de ler este autor, mas sinceramente ainda não tive coragem, eu sei que a escrita é bastante diferente do que estou habituada, mas eu ainda não desisti.

4 - Scarlet de Marissa Meyer. Quando li o primeiro livro desta série eu gostei da história, mas não cativou-me a continuar. Vi imensas pessoas a falar bem da série e por isso ainda não desisti, no ano passado não tive vontade de pegar nele, mas pode ser que durante este ano pegue nele.

5 - O Assassinato de Roger Ackroyd de Agatha Christie. Todos os anos coloco um livro desta autora e tenho conseguido cumprir, na feira do livro do ano passado comprei mais um da coleção em capa dura e é esse que vai para aqui para ser lido durante este ano.

6 - Envolvidos de Emma Chase. Este livro já está à imenso tempo nas minhas estantes e nunca tinha colocado nestas listas porque pensei que iria ler e que não seria preciso, mas enganei-me e por isso coloquei aqui para ter a certeza que o leio.

7 - 80 Dias A Cor do Desejo de Vina Jackson. Esta é outra série que eu tenho cá à muito tempo e nunca dei uma oportunidade, será que é em 2019 que irei começar? Não sei, mas espero que sim.

8 - Milagre de R. J. Palacio. Este eu não coloquei este livro na lista do ano passado porque tinha quase a certeza que o iria ler por causa do filme, mas o filme chegou, eu não li o livro e nem vi o filme. Por isso quero este ano ler este menino para depois ver o filme.

9 - Sensibilidade e Bom Senso de Jane Austen. Em 2019 vou sim continuar a ler esta autora e o escolhido foi este que adquiri à pouco tempo e estou cheia de curiosidade.

10 - Peter Pan de J. M. Barrie. Esta edição é linda e preciso de a ler, vou ser sincera, não é uma história que tenha muito interesse, mas por causa da edição eu comprei-o e agora é ler.

11 - O Assassínio de Cinderela de Mary Higgins Clark. Tenho alguns livros desta autora e preciso de dar vazão a eles, não é que seja o meu género favorito, mas já que o comprei tenho que ler.

12 - O Rio das Pérolas de Isabel Valadão. Comprei pela sinopse e achei interessante, mas sei que se não colocar nesta lista não o vou ler.

Maratona Throne of Glass:
Fora os 12 livros este ano também decidi colocar duas maratonas, não sei se vou ler tudo, mas vou tentar ao máximo.
A primeira é ler todos os livros que me faltam da série Throne of Glass, eu apenas li o primeiro e o segundo, depois apanhei uns spoilers que desiludiram-me e durante uns tempos desisti, mas eu acredito que esta série tenha potencial e decidi que este ano seria o ano de Sarah J. Maas.
Desta série faltam-me ler do terceiro ao sétimo livro (Heir of Fire, Queen of Shadows, Empire of Storms, Tower of Dawn e Kingdom of Ash) e ainda o dos contos (The Assassin's Blade).

Maratona ACOTAR:
A segunda maratona que pretendo cumprir este ano também é de Sarah J. Maas e é da série ACOTAR. Desta série apenas li o primeiro e sinceramente eu não gostei muito, a personagem principal é irritante, mas existe tantas pessoas a falarem tão bem que deve-me estar a faltar qualquer coisa porque não foi o que achei. Por isso decidi dar uma nova oportunidade. Desta série faltam-me a ler A Court of Mist and Fury, A Court of Wings and Ruin e A Court of Frost and Starlight.

Desafio Goodreads:
Relativamente ao desafio do goodreads este ano vai ser diferente, mas antes de mais vamos falar da cor deste ano do desafio, que cor sem piada, estava à espera de uma cor colorida e que incentivasse à leitura, mas esta cor escura é tão má que dói só de olhar, mas pronto =(
Sobre o desafio em si, este ano eu sei que vou ler muito menos, já o ano passado chegar aos 100 livros foi difícil e sei que este ano vai ser um ano muito complicado e por isso coloquei apenas 80 livros. Mesmo assim sei que vai ser complicado alcançar este número, mas também faz com que eu tenha vontade de ler mais.

Estes são os meus planos de leituras para este novo ano :)

06/01/2019

Resumo Literário de 2018

Mais um ano que terminou e volto aqui com o resumo dos livros lidos durante o ano de 2018 e tal como o ano passado (podem ver o post aqui) vou fazer quatro tópicos: números, favoritos, desilusões e o que consegui cumprir dos objetivos que tinha proposto.

NÚMEROS:
Quando coloquei a meta de 100 livros no inicio de 2017 eu sabia que seria muito complicado chegar a esse número e mesmo em Dezembro estava a ver que não conseguia chegar a esse número, mas com algumas leituras mais curtas (uma pessoa tem que ser esperta xD) consegui ler exatamente 100 livros no ano de 2017. A faculdade e estar ao mesmo tempo a trabalhar faz com que o tempo seja bastante escasso e não consiga ler tudo o que gostaria, mas vamos ser sinceros, para quem está na faculdade e ainda trabalha ler 100 livros é muito, até mesmo para uma pessoa que só faça uma dessas coisas, ler 100 livros é muito, por isso não fico triste, pelo contrário eu tenho orgulho em dizer que consegui ler 100 livros.
Para curiosidade, o mês que li mais foi em fevereiro com um total de 13 livros e o mês que li menos foi em junho com apenas 4 leituras, mas podem ver todas as livros que eu li divididos por mês neste post do blogue.
Relativamente ás leituras de 2018 em si, o goodreads diz que li 26076 páginas que foi inferior aos anos anteriores, de ano para ano ando a ler cada vez mais, mas trabalhar e estudar ao mesmo tempo faz com que o tempo seja bastante escasso. A médias das minhas classificações foi de 3,9 estrelas, novamente foi inferior ao ano passado, não sei se é porque li livros inferiores ou porque tive mais critérios na ora de dar a classificação. Para curiosidade, no goodreads, não dei a nenhum livro 1 estrela, dei 2 estrelas a 2 livros, dei a 28 livros a classificação de 3 estrelas, a 44 livros dei 4 estrelas e dei 5 estrelas a 26 livros, claro que esta classificação não é 100% correta, porque a muitos livros são 2,5, 3,5 ou 4,5 estrelas mas como o goodreads não deixa dar essa classificação eu arredondo sempre para cima. Na imagem abaixo podem ver mais algumas informações retiradas do "My Year in Books" do goodreads, onde podem ver o maior/menor livro que li e mais/menos popular.


FAVORITOS:
Dizer quais os meus livros favoritos é bastante complicado, afinal li 100 livros, sendo que 26 deles dei 5 estrelas, mas primeiro comecei com uma lista de 12 livros favoritos e dessa lista reduzi para o meu top 6, mas acreditem, foi muito complicado.
Como escolher os favoritos vou coloca-los por ordem de leitura, apenas um deles eu digo que foi "o melhor", os outros estão todos, mais ou menos, no mesmo nível de favoritismo.

Eu amo romances históricos e claro que neste top 6 tinha que estar um deste género e mesmo eu ter lido vários muito bons, escolhi A Lady Improvável de Valerie Bowman porque o livro é sim muito bom, mas a série toda em si é fabulosa e se ainda não leram têm que ler!
Em 2018 foi o ano que li vários livros de Colleen Hoover e um que eu amei foi Too Late, não é um livro que todas as pessoas vão gostar, é bastante complicado mas eu adorei a forma como a autora exprimiu o tema principal. Também da Colleen li All Your Perfects que foi provavelmente o MELHOR livro do ano, este é aquele que eu digo que se tivesse que escolher apenas 1 livro favorito de 2018 este seria o escolhido, eu chorei tanto porque o tema é algo bastante pessoal para mim e assim que percebi o "problema" da personagem eu identifiquei-me imenso e foi chorar do início ao fim, cheguei ao final a saber que este é o melhor livro da Colleen Hoover.

Um livro que não poderia deixar de lado desta lista é A Cor Púrpura de Alice Walker que quando iniciei a leitura não esperava nada da história e foi uma grande surpresa foi ser bastante forte e sem dúvida recomendo para todos. Em 2018 também li Filhos de Sangue e Osso de Tomi Adeyemi que também iniciei a leitura sem grandes expectativas e cheguei ao final bem surpreendida por ser uma história tão boa, amei do início ao fim e recomendo imenso.
Por último, Sangue & Fogo que foi a minha penúltima leitura do ano e foi MARAVILHOSO, George R. R. Martin sabe o que faz e para quem é fã da casa Targaryen vai amar conhecer como tudo começou.

DESILUSÕES:
Relativamente ás desilusões infelizmente também li vários livros, poderia dizer aqui vários (como por exemplo o Stars da Anna Todd), mas aqueles que cheguei ao final e fiquei "a sério que é isto?" são os 6 que estão aqui. Novamente coloquei-os por ordem de leitura porque basicamente estão todos no mesmo nível de desilusão.

O primeiro que desiludiu-me imenso foi Já Te Disse Que Te Amo? de Estelle Maskame que prometia ser um new adult para os fãs de Anna Todd, mas primeiro, não é new adult e segundo a história é fraca e com personagens que não tem pés nem cabeças, não coloquei aqui o segundo livro, mas ainda foi pior, mas este foi uma maior desilusão porque eu ia com grandes expectativas, já o segundo eu já estava á espera de ser mau.
Também o Tudo o Que Ficou Por Dizer de Celeste NG foi uma desilusão, muitas pessoas falaram super bem deste livro e que adoraram e eu não achei nada disso, pelo contrário, achei a história fraca e cheguei ao final a pensar que foi uma grande perda de tempo, realmente não recomendo nada este livro.
Também em 2018 li um livro de Agatha Christie, eu já percebi que tenho algum problema com esta autora, este foi o terceiro livro que li dela e só gostei do primeiro, não sei porquê mas Anúncio de Um Crime também foi bastante previsível e com uma narrativa fraca, a autora tem imensos livros e por isso ainda não desisti dela, como adorei o primeiro livro dela eu vou continuar a ler (nem que seja um livro por ano) e acredito que vai haver algum que me vai prender tanto como o primeiro que li (para curiosidade o único livro que gostei da autora foi O Crime no Expresso do Oriente e o outro livro da autora que também desiludiu-me foi As Dez Figuras Negras).

Outro livro que foi muito falado e que eu queria perceber o porquê de falarem tão bem era o Às Cegas de Josh Malerman e não gostei, não percebi o porquê de tantas pessoas gostarem desta história e eu já vi o filme, tenho  dizer que o acho melhorzinho que o livro, mas mesmo assim nada de especial. Também em 2018 li a série de Jenny Han e o primeiro eu adorei, mas quando cheguei a P.S. Ainda Te Amo, que é o segundo, foi completamente diferente e para mim, de forma negativa, não gostei do rumo da história e a personagem principal irritou-me imenso, que no primeiro eu tinha gostado bastante, por isso sim, foi uma das maiores desilusões do ano.
Agora vamos falar de Persuasão de Jane Austen, este é talvez a "maior" desilusão do ano, eu adorei Orgulho e Preconceito e muitas pessoas falavam que Persuasão ainda era melhor e eu não achei nada disso, cheguei ao final super triste por não ter gostado, mas mesmo assim ainda vou ler mais livros da autora porque acredito que vale realmente a pena, só tenho medo é de não gostar assim tanto, mas não posso deixar um livro decidir a minha opinião sobre uma autora.

OBJETIVOS:
A última parte deste post é sobre os objetivos literários que eu cumpri ao longo do ano. No início de 2018 fiz uma lista com 12 livros para ler durante o ano (podem ver o post aqui) e mesmo sabendo que eram apenas 12 eu já sabia que não iria conseguir ler todos, mas mesmo assim surpreendeu-me imenso. No ano de 2017 dos 12 livros que tinha nos meus objetivos, apenas tinha lido 4, mas em 2018 fiquei bastante surpreendida porque dos 12 livros li 8, ou seja, foi ao contrário e apenas deixei 4 livros para serem lidos durante o ano de 2019.

Dos 12 livros que eu tinha colocado nos meus objetivos literários para 2018, os 8 livros que eu li foram: Persuasão de Jane Austen, O Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry, Tudo o Que Ficou Por Dizer de Celeste NG, Uma Chama Entre as Cinzas de Sabaa Tahir, Príncipe Mecânico de Cassandra Clare, A Última Estrela de Rick Yancey, Anúncio de um Crime de Agatha Christie e A Trança de Inês de Rosa Lobato de Faria.
Ficaram por ler os livros: A Quinta dos Animais de George Orwell, Fome de Fogo de Erik Axl Sund, Em Parte Incerta de Gillian Flynn e Scarlet de Marissa Meyer.

E foi assim o meu ano de 2018 em termos de leituras! Como foi o vosso?

04/12/2018

Opinião | "A Jaula do Rei" de Victoria Victoria Aveyard

Título: A Jaula do Rei
Autor: Victoria Aveyard
ISBN: 9789897731280
Edição ou reimpressão: 10-2018
Editor: Saída de Emergência
Idioma: Português
Dimensões: 157 x 228 x 26 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 432

Sinopse: Quando a faísca da rapariga-relâmpago se apaga, quem ilumina o caminho para a rebelião?
Mare Barrow foi capturada e está impotente sem o seu poder, vivendo atormentada pelos erros do passado. Ela está à mercê do rapaz por quem um dia se apaixonou, um jovem dissimulado que a enganou e traiu. Agora rei, Maven continua com os planos da sua mãe, fazendo de tudo para manter o controlo de Norta — e de sua prisioneira.
Enquanto Mare tenta aguentar o peso sufocante da Pedra Silenciosa, a Guarda Escarlate organiza-se, deixando de agir nas sombras e preparando-se para a guerra. Entre os guerreiros está Cal, o príncipe exilado, que no meio das dúvidas tem apenas uma certeza: ele não vai descansar enquanto não trouxer Mare de volta.
Sangue vermelho e prateado correrá pelas ruas. A guerra está a chegar…

OPINIÃO:
Quando comecei esta série eu gostei, mas era mais uma do género que eu achava interessante o mundo que a autora desenvolveu e queria saber mais, mas nunca fiquei com aquela sensação de que estava a adorar e que precisava urgentemente da continuação. Mas este terceiro livro mudou completamente a minha opinião sobre esta série, a verdade é que fiquei completamente presa a esta trama e não conseguia parar de ler. Quando cheguei ao final, o meu coração fica completamente destroçado e preciso do próximo volume urgentemente, eu preciso de saber como a autora vai desenvolver todos os pontos que faltam e principalmente preciso de saber como é que vai acabar.

Rainha Vermelha e Espada de Vidro foram livros bons, mas que em algumas partes eu percebia que era forçado e em outras eu nem conseguia entender muito bem o porquê da autora ter feito aquilo. Já A Jaula do Rei é uma versão bem diferente que prendeu-me desde o início. Eu vou ser sincera, não estava à espera de muito deste livro, apenas queria saber o que ia acontecer depois do final do livro anterior e foi uma gigantesca surpresa. Basicamente neste terceiro volume temos duas partes bastante definidas, a primeira é toda a "prisão" da Mare, é sim bastante violento e algumas cenas são chocantes, mas aqui vemos perfeitamente a obsessão do Maven por ela e o quanto ele fica indeciso entre a sua obsessão e o dever como Rei. Esta primeira parte é sim interessante, mas ao mesmo tempo angustiante, eu estive o tempo todo a querer que aquilo acabasse de uma vez e não sei como a autora conseguiu, mas nota-se uma enorme melhoria na sua escrita ao ponto de em algumas cenas eu sentir uma falta de liberdade que era aterradora.

A segunda parte já não achei tão poderosa, a verdade é que a parte final até foi bastante corrida e espera algo mais demorado para algo tão grande, mas tenho que admitir que foi a minha parte favorita do livro por causa do romance. Não vou dizer muito para quem não leu não apanhar spoilers e ser surpreendido tal como eu fui, mas foi lindo e completamente apaixonante (exceto o final que partiu o meu coração em pedacinhos bem pequenos). Comparado aos dois livros anteriores, a minha opinião é que este é sim bastante superior, e neste terceiro livro, Victoria Aveyard conquistou-me e convenceu-me que é sim uma série fabulosa. Tal como disse a uma amiga minha, se não lerem esta série, ou se apenas leram o primeiro, peguem porque este terceiro vale realmente a pena e fora ser uma excelente continuação, mais do que isso é um excelente livro.

Relativamente às personagens tenho que dizer que a Mare nunca foi uma personagem que eu gostasse, mas neste livro ela tem um enorme desenvolvimento que fez com que eu apreciasse e na maioria dos casos sentisse carinho por ela. Esta personagem passa por tanto, mas mesmo assim tem uma força espetacular que faz com que ela lute ainda mais. Já o Maven foi algo contraditório. Aqui a autora desenvolveu um passado que eu não estava nada à espera e não sei se era para desculpar as atitudes dele, mas mesmo eu ter ficado chocada com o que lhe aconteceu, não deixa de ser ele a querer mudar e para isso bastava ele querer. A obsessão do Maven pela Mare é algo que está bastante marcante neste livro e foi interessante ver como ele próprio ficava confuso entre o dever e a sua própria obsessão. Realmente o Maven é uma personagem bastante complicada de se compreender, percebemos o porquê neste livro o porquê de algumas atitudes dele, mas mesmo assim eu acho que não é desculpa para todas as atitudes que ele tem.

Depois temos o Cal, ele é maravilhoso, romântico, bastante intenso e super querido, com uma paixão arrebatadora pela Mare que faz de tudo por ela. Mas não deixa de ser o príncipe e o trono é dele, com isso muitos querem ele de volta ao trono e com isto ele fica na dúvida entre o amor e o dever. Eu gostei da evolução deste personagem, ele mostrou ser uma personagem forte e determinada, mas claro que existe algumas ações que têm que ser tomadas e mesmo que seja difícil para ele, o que está em causa é muito maior. Este é um personagem que eu adoro e mesmo eu tenha chorado horrores com atitudes dele, continua a ser uma personagem que espero bastante no próximo livro.

Eu tenho que falar de uma outra personagem que surpreendeu-me imenso e também foi uma das razões de ter gostado tanto deste livro. A Evangeline é uma personagem que eu tinha puro ódio, mas aqui a autora mostrou quem ela realmente é e os seus objetivos. Claro que ela tem ações que não são as melhores, ela continua sim a ser bastante má, mas vemos uma outra perspetiva da mesma e até a ter algumas ações que vão surpreender o leitor. A verdade é que ela cresceu para ser rainha e tudo o que ela faz foi organizado e planeado para tal. Não estava nada à espera de ter gostado tanto dos capítulos contados por ela, mas conhecemos uma pessoa completamente diferente, não é que eu tenha gostado dela, pois um dos seus planos de querer ser rainha mas ter a pessoa que ama ao seu lado foi bastante louco e que eu não aprovo. A vida desta personagem não foi fácil e só prova o quanto a política é cheia de segredos e manipulações para conseguirem poder. É um lado diferente que torna esta personagem ainda mais interessante e que estou louca para saber o que ela vai fazer no próximo livro, afinal houve algo que interrompeu os seus planos e acredito que ela é a chave que irá mudar completamente o rumo da história.

A Jaula do Rei é um maravilhoso livro que foi uma enorme surpresa. Victoria Aveyard conseguiu o que eu não estava nada à espera: eu ficar completamente apaixonada por esta história e por estes personagens. Fora ser bem visível a evolução da escrita da autora, a forma como foi pensado está bastante envolvente e que cativa a ler mais, tornando-se assim numa leitura rápida e bastante emocionante. A forma como a autora colocou o drama político, a guerra, mas também o romance, foi fabuloso, tornando assim numa fantasia bastante elaborada que faz pensar e que, no meu caso, colocou as minhas emoções ao rubro, ora estava irritada, depois estava a chorar de felicidade, como depois estava a chorar de tristeza e no fim fiquei com o meu coração completamente destroçado. Eu preciso do próximo livro urgentemente para saber como tudo vai ficar, já prevejo muitas lágrimas, mas preciso de saber o que vai acontecer.

Opinião dos livros anteriores:

Leitura com o apoio: