21/09/2018

Opinião | "Uma Flor Para Outra Flor" de Megan Maxwell

Título: Uma Flor Para Outra Flor
Autor: Megan Maxwell
ISBN: 9789897770746
Edição ou reimpressão: 07-2018
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 233 x 32 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 520

Sinopse: Há um tempo Zac pousou os olhos em Sandra, uma jovem de cabelo castanho que o cativou com o seu sorriso. Mas quando o pai de Sandra faleceu, os avós maternos obrigaram-na e à mãe a deixar as Highlands, e a regressar a Carlisle, um sítio onde não conseguem ser felizes, sobretudo quando os avós estão empenhados em arranjar-lhe marido.
Disposto a salvar a amada, Zac foi até Carlisle, mas ao chegar depara-se com Sandra rindo divertida com um dos ingleses. Assombrado e de coração partido, regressou às Highlands determinado a esquecê-la. Para ganhar tempo, Sandra ia afastando os pretendentes, aumentando a inimizade dos avós e por fim a culpa pela morte da avó.
Quarto volume da série de grande sucesso Guerreiras Maxwell da autoria de Megan Maxwell. Com mais de 1,7 milhões de leitores a autora é um êxito de vendas no género da literatura erótica.
Com uma componente erótica própria deste género, trata-se de uma história de amor apaixonante, com personagens fortes e dramáticas, que nos farão sonhar com os highlanders.

OPINIÃO:
Eu estava tão ansiosa por este livro que devorei-o numa noite. Quando terminei o terceiro livro eu sabia que ia amar este, não só porque é a história do Zac, o irmão da personagem principal do primeiro livro e que vimos a crescer de livro para livro. Mas no terceiro conhecemos a personagem por quem ele se vai apaixonar e logo aí também gostei dela. Isto só fez com que a minha vontade por esta história fosse enorme e foi tudo (ou mais) do que estava a espera. Eu gostei tanto deste livro a um nível que não consigo explicar.

O Zac era apenas uma criança quando esta série começou e ao longo dos livros fomos vendo ele crescer e neste vemos o grande homem e guerreiro que ele se tornou. O Zac tem sim muitas qualidades, afinal cresceu com pessoas maravilhosas, mas ele sabe o quanto uma mulher "rebelde" dá problemas, a sua irmã era uma autêntica guerreira e ele não quer isso para ele. O problema é quando conhece a Sandra e se por um lado ele quer uma coisa para o seu futuro, o seu coração diz-lhe algo completamente diferente.

A Sandra é uma jovem que não teve uma infância fácil e existe uma pessoa do passado da mãe dela que vai fazer de tudo para que a jovem sofra. Assim que ela conhece o Zac ela acredita que pode ser feliz, mas quando pensa que tudo vai ficar bem, algo abate-se na sua vida e afasta-a de Zac. Acima de tudo a Sandra é uma jovem cheia de garra que vai fazer de tudo para fazer o que quer, deixando muitas vezes o Zac bastante louco, mas também mostra que não desiste do que acredita, ou seja, é uma verdadeira guerreira, tudo aquilo que o Zac não queria para si.

A verdade é que a relação destes dois não é nada perfeita, eles passam o tempo todo a discutir e acreditem cada cena é mais cómica que a outra. Este é um dos pontos mais interessantes das histórias da Megan, ela sabe criar estes romances fortes e emocionantes entre duas pessoas completamente diferentes, mas que sabemos logo desde o início que são perfeitos um para o outro. Mesmo este sendo o quarto volume da série, acreditem que não é aquele romance típico, pelo contrário, achei que a autora neste superou-se e é sem dúvida o melhor da série. O desenvolvimento desta história está fantástica e a luta entre estes dois personagens é lindo de se ler, afinal de contas nenhum está disposto a dar o "braço a torcer".

Neste livro podem encontrar uma história cheia de reviravoltas onde o amor, a família e a amizade são os pontos principais e temos um romance que vai mudando de página para página, tornando assim a leitura bastante envolvente. O romance que a autora desenvolve é sem dúvida o aspeto que eu mais gosto, a autora consegue colocar a quantidade certa de drama e fazer com que a história fique mais interessante no decorrer do livro. Outro aspeto que adorei é a descrição do ambiente, eu sou uma apaixonada pelas highlands e ler estes livros onde posso saber um pouco mais, para mim é sensacional. E quando chego ao fim apenas queria ter muito mais e fico com aquela sensação que nostalgia, a verdade é que eu queria muito mais.

É um livro cheio de desafios, humor, guerras, mas principalmente romance e muitas surpresas. A escrita é simples, mas a Megan Maxwell sabe escrever os momentos certos com um ritmo bastante fluido de forma a deixar o leitor preso ás páginas. É sim uma história cativante e interessante, ideal para quem gosta de romances intensos recheados de diferentes sentimentos.

Eu sou completamente obcecada por histórias de highlanders, talvez seja por isso que eu seja um pouco suspeita para falar destes livros, mas acreditem, vale completamente a pena darem uma oportunidade. Nestes livros têm homens dominadores que na verdade são eles que são "domados" por estas mulheres guerreiras maravilhosas completamente à frente deste tempo. As histórias são lindas e emocionantes, fora que as descrições do espaço compensa ainda mais. Por tanto, se ainda não leram nenhum livro desta série então não sabem o que estão a perder, entrem neste mundo fantástico das guerreiras e acreditem que não se vão arrepender.

Opinião dos livros anteriores da série:

Opinião do outro livro da autora:

Leitura com o apoio:

01/09/2018

Opinião | "Os Altos e Baixos do Meu Coração" de Becky Albertalli

Título: Os Altos e Baixos do Meu Coração
Autor: Becky Albertalli
ISBN: 978-972-0-03034-4
Edição ou reimpressão: 03-2018
Editor: Porto Editora, S.A.
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 288

Sinopse: Aos 17 anos, Molly sabe tudo o que há para saber sobre o amor não correspondido. É que a jovem já se apaixonou 27 vezes, mas sempre em segredo. E por mais que a irmã gémea, Cassie, lhe diga para ter juízo, Molly tem sempre cuidado. É melhor ter cuidado do que sofrer.
Quando Cassie se apaixona, a sua nova relação traz um novo círculo de amigos. Dele faz parte Will, que é engraçado, namoradeiro e um excelente candidato a primeiro namorado da Molly.
Mas há um problema: o colega de Molly, Reid, um cromo e fã incondicional de Tolkien, por quem ela jamais se apaixonaria… certo?
Uma história divertida e comovente sobre primeiros amores e a importância de sermos fiéis a nós mesmos.

OPINIÃO:
Adoro quando um livro deixa-me com um enorme sorriso na cara e foi exatamente assim que este livro deixou-me. Eu já esperava gostar, afinal de conta O Coração de Simon Contra o Mundo já tinha sido maravilhoso e logo percebi que esta autora sabe escrever histórias para jovens e aquilo que promete na sinopse é tal e qual o que vamos encontrar (ou até mais, posso mesmo dizer). O livro é tão pequeno, mas bastante marcante, posso até dizer que mais que o primeiro da autora. Aqui encontramos imensos temas da juventude que se pensar bem, pode ter sido demasiado, mas a autora soube retratar o mais importante sobre cada situação, tornando assim o livro bastante coeso e interessante.

Ao longo desta leitura o que mais surpreendeu-me foi que a autora conseguiu criar cenas perfeitas a partir das coisas mais simples da vida. Já no livro anterior isso foi notório e neste percebemos que a autora sabe o que está a fazer e consegue transformar o quotidiano em algo belo e interessante de se ler. Um desses exemplos é a relação da Molly com a sua irmã gémea, que na verdade é algo natural, mas sendo elas tão diferentes uma da outra é normal que exista pequenos conflitos e confusões típicas de irmãos. Talvez apenas quem tem irmãos é que vai perceber bem estas pequenas coisas, mas é algo tão simples e verdadeiro que foi fabuloso de se ler, afinal ninguém é igual (mesmo sendo gémeos) e Becky Albertalli foi mestre em mostrar esta relação familiar

A diversidade neste livro é sensacional. Desde personagens, a etnias, a orientação sexual, ou até mesmo doenças pouco discutidas, podemos encontrar um pouco de tudo neste livro. Acreditem, parece muito para algo tão pequeno, mas a autora conseguiu dar um toque de cada tema para que fosse um livro bastante diversificado, mas ao mesmo tempo coeso. Claro que temos um ou outro assunto mais importante, mas os restantes foram bem evidenciados ao longo da história ao ponto de não ficarem esquecidos e terem a sua real importância na história.

Claro que também temos um romance super fofo e querido. A relação da Molly com o Reid é bastante engraçada. Tudo começa com uma grande amizade, mas percebemos logo desde o início qual será a finalidade, mas não é algo instantâneo, pelo contrário, é uma relação que a autora conseguiu construir bastante bem e que vai apaixonar o leitor. Admito que no início não gostei muito do Reid, mas Becky Albertalli tem o dom de nos fazer amar outras personagens. E foi exatamente o que aconteceu, o lado estranho e nerd do Reid conquistou-me página a página e fiquei completamente encantada por este personagem. E é óbvio que adorei a Molly, algumas atitudes delas foram bastante estranhas e eu desaprovava, mas eu pensava na idade dela e rapidamente percebia. A Molly é uma típica jovem adolescente e é tão bonito ver que mesmo num curto espaço de tempo ela cresce bastante e a sua relação com o Reid é a coisa mais fofa de se ler.

Estas pequenas diferenças ao longo do livro faz com que a história tenha um ritmo rápido e bastante envolvente, temos imensas coisas a acontecer e a verdade é que só queremos chegar ao fim para saber como tudo vai terminar. Não temos nenhum momento "morto", temos sempre algo interessante e divertido a acontecer, o que faz com que seja uma leitura bastante rápida e cativante. Acreditem que quando começarem não vão querer parar, vão ficar "presos" neste mundo super fofo que a autora criou e quando chegarem ao fim só vão pensar "quero mais!!!".

Os Altos e Baixos do Meu Coração é uma leitura marcante e bastante poderosa, com uma mensagem bastante positiva e otimista que deixa qualquer pessoa com um enorme sorriso na cara. É um livro divertido, ideal para todos os jovens, digo mesmo que teria que ser lido por todos os jovens. Devido aos tantos temas que retrata, este tipo de livros deveriam ter uma maior importância, poderia ser que assim o que hoje é considerado diferente, amanhã finalmente seja visto como normal. Infelizmente em muitas escolas, ainda hoje, os jovens escondem quem são para que não sejam "as vítimas" e este tipo de livros poderiam ser um passo para esta mudança. Um excelente livro que recomendo imenso.

Opinião do livro anterior da autora:

Leitura com o apoio:

30/08/2018

Opinião | "A Lady Improvável" de Valerie Bowman

Título: A Lady Improvável
Autor: Valerie Bowman
ISBN: 9789898869937
Edição ou reimpressão: 04-2018
Editor: TopSeller
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 228 x 18 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 304

Sinopse: Um romance intenso e cativante com personagens absolutamente irresistíveis.
Jane Lowndes é uma jovem solteira de 26 anos que adora ler e que sonha em passar o resto dos seus dias a estudar, a lutar pelos direitos das mulheres e a frequentar salões intelectuais. Contudo, a sua mãe tenta insistentemente convencê-la a casar e a participar em eventos sociais.
Lorde Garrett Upton é um solteirão despreocupado que sobreviveu à guerra e regressou a Londres com o intuito de aproveitar ao máximo a vida. Tal como Jane, não tem qualquer intenção de se casar.
Ambos se conhecem há vários anos, mas não se toleram, estando constantemente a discutir e a provocarem-se. Só que um dia, num baile de máscaras, beijam-se, sem saberem a identidade um do outro. Quando o descobrem, tudo começa a mudar entre eles. Conseguirá o desejo que sentem um pelo outro superar o sonho de permanecerem independentes e descomprometidos?

OPINIÃO:
Valerie Bowman é fabulosa! Sim, é assim que começo porque esta pode ser uma das minhas séries favoritas de sempre. Para quem gosta tanto de romances deste género chega a um ponto que tudo parece igual, mas esta autora sabia o que estava a fazer. Os dois primeiros livros já tinham sido maravilhosos, mas admito que desde o início que fiquei bastante curiosa sobre a Jane e esperava ansiosamente por esta história.

Este romance conta-nos a história da Jane que conhecemos desde o primeiro livro e percebemos desde aí que ela é bastante independente, "dona de si" e não tem planos para casar. Garrett é o primo de uma das suas amigas e durante anos foi obrigada a conviver com ele e nunca o suportou e sempre que estão juntos acabam por discutir. Num baile de máscaras sem se aperceberem beijam-se, afinal Jane estava sem os óculos e sem eles não conseguiu perceber quem era o jovem que estava interessada nela, mas quando se apercebe da verdade fica bastante chocada e percebem que talvez por detrás de todas as discussões está algo bem maior.

Dos três livros eu posso dizer que este é o meu favorito, não só é o melhor desenvolvido e com a melhor trama, como era o que eu estava mais empolgada para ler. A personagem é exatamente o que eu esperava, claro que a parte de a Jane ser uma leitora compulsiva fez com que me identificasse imenso, mas a forma como ela pensa e leva a vida é tão bonita e interessante que quanto mais a conhecia tinha a certeza que era uma grande mulher. Mas tenho que admitir que algumas partes foram bastante cómicas e divertidas, afinal a Jane nunca sentiu interesse por ninguém, ela está a aprender a lidar com isso e a cada página era mais divertido de ver como ela lidava com a situação.

Também o Garrett é uma personagem bastante interessante. A primeira vez que ele apareceu na série eu achei-o bastante estúpido, mas fiquei sempre com aquela "pulga atrás da orelha" que iríamos ter a história dele. A verdade é que ele é um jovem bastante reservado e discreto que apenas tem aquele ar de "libertino", mas a verdade é uma outra completamente diferente. E quando a Jane conhece a verdade sobre Garrett descobre que ele é o homem ideal para ela e toda esta descoberta é maravilhosa que deixou-me presa do início ao fim da história.

Mesmo as amigas da Jane já terem tido os seus finais "felizes para sempre", ainda assim não deixam de aparecer neste livro e de fazer das suas, dando ao leitor momentos bastante divertidos. Outro aspeto que me faz dizer que este é o meu preferido dos três, é que não só temos a história da Jane, mas como a Lucy e a Cass também aparecem, temos mais conteúdo sobre as suas vidas, principalmente várias cenas fofas com os seus filhos que deixou-me completamente encantada.

Esta série é tão perfeita, a autora escreve maravilhosamente bem, tem partes cómicas, românticas e sensuais, tudo na dose certa, tornando as história muito interessantes e cativantes. Valerie Bowman tornou-se uma das minhas escritoras favoritas deste género e espero sinceramente que a editora continue a publicar mais livros desta autora.

Opinião dos livros anteriores:

Leitura com o apoio:

06/08/2018

Opinião | "O Duque" de Katharine Ashe

Título: O Duque
Autor: Katharine Ashe
ISBN: 9789898869890
Edição ou reimpressão: 04-2018
Editor: TopSeller
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 228 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 336

Sinopse: Quando Amarantha e Gabriel se conheceram, as suas vidas eram muito diferentes. Ela era apenas uma jovem a caminho da América para se casar com um pregador protestante. Ele era marinheiro, e não podia acreditar na beldade perante si.
Numa noite de tempestade, com o navio em risco, encontraram um no outro a segurança que o mundo nunca lhes poderia dar. Mas a sorte nem sempre protege os apaixonados. Pouco tempo depois, prestes a cancelar o casamento, Amarantha recebeu a notícia de que Gabriel tinha morrido no mar, numa última missão antes de voltar para fugir com ela. De coração partido, decidiu avançar com o casamento.
Agora, Amarantha é viúva. Dirige-se à Escócia em busca da sua cunhada desaparecida, Penny, e espanta-se com as histórias surpreendentes do Duque do Diabo, senhor daquelas terras. Um duque satânico, capaz das piores violências, dedicado a uma vida de prazeres profanos e maldades.
Enorme é a surpresa de Amarantha quando descobre a sua identidade. É Gabriel. E está vivo. Amarantha não é capaz de conciliar essas duas imagens no seu coração. O Gabriel que conhecera era carinhoso e respeitara a sua inocência. Este Gabriel é odiado e temido por todos.
Amarantha precisa de saber. Precisa de descobrir a verdade sobre o Duque do Diabo.

OPINIÃO:
Eu sou completamente apaixonada por romances históricos e tenho gostado imenso de conhecer esta autora. A história é talvez das mais interessantes e bem desenvolvidas dos três. Não só temos o romance, mas vai muito além disso. Este livro passa-se durante anos e a autora conseguiu desenvolver na perfeição a forma como o tempo altera as personalidade das personagens, afinal de contas o tempo passa e vai-se aprendendo com o tempo e crescendo.

Amarantha é uma jovem que nunca quis casar com os típicos homens da sociedade, ela queria alguém que se preocupasse com os outros, que fosse bondoso e que não tivesse como primeiras preocupações o dinheiro e os títulos. Quando conhece um jovem pregador protestante fica encantada e decide ir para a América para se casar com ele, não estava apaixonada por ele, apenas gostou da forma como ele pensava e nas suas maiores preocupações. Durante o tempo em que estão a preparar o casamento, ela conhece o Gabriel, um jovem marinheiro que faz com que ela questione os seus sentimentos e têm uma atração instantânea. Amarantha percebe que o casamento não precisa de ser apenas por empatia, mas sim por amor. Mas Gabriel vai numa última missão para o mar e mais tarde ela recebe a noticia que Gabriel morreu no mar.

Antes de mais tenho que dizer que a sinopse é bastante grande e sinceramente recomendo que não a leiam. A pequena introdução que escrevi aqui é o suficiente para terem uma pequena ideia do que acontece, pois verdade seja dita o melhor é descobrir o que vai acontecer a estes dois personagens e ao ler a sinopse já ficam a saber de mais. Fora que a primeira parte da história acontece ao longo de bastantes capítulos e não logo nas primeiras páginas, por isso é mesmo ideal que comecem esta leitura sem saberem muito para não estragar a surpresa.

Esta história passa por diversos locais, desde a Jamaica a várias partes da Escócia, a autora conseguiu na perfeição envolver o leitor no espaço, tornando assim bastante fácil de visual, fora que era sempre uma nova surpresa qual seria o próximo local. É bastante fácil de envolver na história e rapidamente sentimos o quanto as personagens se desenvolvem, principalmente a Amarantha que passa de uma jovem impulsiva para uma mulher forte que não desiste dos seus objetivos.

Um outro aspeto que eu gostei imenso é que não retrata apenas as coisas boas de um relacionamento, pelo contrário, aqui temos duas personagens que sofrem, mas que ao longo do tempo não baixam os braços. Ambos fazem o que acham o melhor, não propriamente para si próprio, mas ajudando os outros. Isso está bastante presente nesta história, sendo no trabalho da Amarantha, mas também o que o Gabriel tenta esconder de todos que é talvez o segredo mais bonito que já li em um livro deste género. O Gabriel mostra as pessoas algo que ele quer que vejam para proteger outros, não importa o que acham dele, o importante não é ele e isso é tão altruísta que rendi-me completamente.

O romance no início é bastante rápido e basicamente uma atração muito forte, mas ao longo da história vamos percebendo que afinal há sim ali muito mais. Os próprios personagens vão percebendo isso e depois temos uma história linda e emocionante que vai cativar qualquer leitor. Katharine Ashe tem uma escrita bastante rica e que prende o leitor do início ao fim, o que torna a leitura ainda mais prazerosa e faz com que seja mais um aspeto positivo para esta história.

O único aspeto menos bom que eu encontrei é que a personagem feminina cresce e transforma-se numa mulher forte e decidida, mas devido a isso também é bastante teimosa e arrogante o que só a prejudica em certos momentos. Muitas das vezes bastante ela aceitar que corria melhor. O Duque é um livro bastante interessante que sem dúvida recomendo a quem gosta de romances históricos, mas claro, primeiro leiam os dois anteriores para perceberem tudo como deve ser, pois mesmo não sendo as mesmas personagens, estas têm uma ligação.

Opinião dos livros anteriores:

Leitura com o apoio: