08/09/2019

Opinião | "Rainha do Ar e das Trevas" de Cassandra Clare

Título: Rainha do Ar e das Trevas
Autor: Cassandra Clare
ISBN: 9789897772863
Edição ou reimpressão: 07-2019
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 233 x 47 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 792

Sinopse: E se a maldição for o preço do amor verdadeiro?
Segredos obscuros e um amor proibido ameaçam a sobrevivência dos Caçadores de Sombras.
Sangue inocente foi derramado nos degraus do Conselho, a fortaleza sagrada dos Caçadores de Sombras.
Na esteira da trágica morte de Livia Blackthorn, a Clave está à beira da guerra civil. Uma parte da família foge para Los Angeles com o intuito de descobrir a origem da doença que está a destruir os feiticeiros.
Julian e Emma tomam medidas desesperadas para empreenderem uma perigosa missão a Faerie para recuperar O Livro Negro dos Mortos. Mas o que encontram é um segredo que pode dilacerar o Mundo das Sombras e abrir um caminho demasiado sombrio.
Numa corrida contra o tempo, Emma e Julian têm de salvar o mundo dos Caçadores de Sombras antes que o poder mortal dos parabatai os destrua e a todos os que amam.
Uma trama envolvente, mais apaixonante do que nunca. Recheada de romance, lutas, superação, aventura, suspense...

OPINIÃO:
Eu nem sei como começar a falar deste livro. Cassandra Clare é uma autora que acompanho à bastante tempo e cada nova série dela é fantástica, mas esta em específico ultrapassou tudo. Os Artifícios Negros é uma série perfeita do início ao fim e neste terceiro livro temos um final estupendo onde tanta coisas acontece para chegar a ele. Quando terminei O Senhor das Sombras nem imaginava tudo o que a autora ainda estava a preparar e foi surpresa atrás de surpresa e logo no início chorei imenso e depois a Cassandra decidiu virar a trama totalmente do avesso, trouxe problemas do passado e foi sensacional. Rainha do Ar e das Trevas era o livro mais esperado do ano, já saiu lá fora no final do ano passado e nestes meses tenho andado ansiosa que chegasse por cá e não desiludiu, pelo contrário, estava com um pouco de medo da forma como a autora iria desenvolver a história, mas eu deveria saber que Cassandra Clare não desilude e sim, eu adorei e foi um dos melhores do ano. O livro é gigante, mas acreditem, existe uma razão para isso e não, não existe "palha", é tudo tão intenso e importante que lê-se rapidamente porque apenas queremos saber o que vai acontecer a seguir e isso faz com que seja uma leitura bastante rápida.

Em Rainha do Ar e das Trevas temos o Julian e a Emma numa corrida contra o tempo e contra a própria vida, eles foram obrigados a ir nesta viagem para encontrarem O Livro Negro dos Mortos. Durante esta viagem os protagonistas vão passar por muitos lugares e por muitas situações completamente inusitadas e ainda têm que conseguir salvar o mundo. Mas eles também têm que lutar contra a paixão que sentem um pelo outro e o que isso faz com a ligação parabatai e eles sabem que vai correr mal mais cedo do que estavam à espera. Enquanto isso, o mundo dos Caçadores de Sombras está a mudar completamente e se não fizerem algo rapidamente podem não conseguir voltar atrás.


Desde o primeiro livro eu fiquei completamente apaixonada pelo Julian e pela Emma, desde o início percebemos rapidamente que a relação deles é muito mais do que parabatai e sim, eu sofri com eles desde o primeiro livro. Desde o início eu não compreendia como a autora iria "solucionar" este problema, mas existe muito mais do que a relação deles, afinal de contas uma nova guerra pode surgir. Na minha opinião o final não foi surpreendente, mas a forma como levou a isso foi o que surpreendeu, o final em si não poderia ser diferente, sem dúvida não havia outra forma e todo o caminho que chegou a isso é que foi sensacional. A autora trouxe algo que vou ser sincera, no início não sabia se estava a gostar, mas depois fez todo o sentido e eu adorei. Este "casal" é a prova de luta, dor e paixão proibida mais bonita e arrebatadora que eu já li entre duas pessoas. Eu adorei e sim, sofri imenso por eles mas a autora é fabulosa!

Mas depois temos o melhor deste livro: Cristina, Mark e Kieran. Desde o início eu sabia que havia algo "estranho" entre estes três e neste último volume a autora foge de todos os preconceitos e cria algo fabuloso. Admito que fiquei com receio que a autora não fosse por aí, mas ela fez, ela já provou que não tem medo de ser diferente e isso só mostra o quanto a autora é maravilhosa. Fiquei completamente louca por estes três e como uma chorona que sou, até mesmo ao final eu chorei por eles. Claro que a história da Emma e do Julian é o ponto principal, mas para mim a história da Cristina, do Mark e do Kieran é o que faz esta série de diferente, mostra que é possível ser inovador numa fantasia e claro, é o que eu torci mais para ser verdade e que acontecesse. Quando percebi isso só fiquei ainda mais apaixonada pela Cassandra e só fiquei ainda mais animada para saber o que a autora reserva para este mundo no futuro.

Agora, tenho algumas questões sobre o Ty e o Kit, percebo que o Ty estava a sofrer, afinal acabou de perder a irmã e compreendo as intenções iniciais, mas depois irritou-me imenso. Fiquei com pena dele e emocionei-me, mas acho que tudo o que estava a acontecer achei que foi algo "mais à parte" e que talvez não era preciso, a autora poderia ter feito as coisas de outra forma. Ainda neste livro temos uma presença enorme da Helen e da Aline que gostei imenso, a relação delas é linda e a evolução da relação da Helen com os irmãos muda muito ao longo deste livro e é emocionante. Foi uma agradável surpresa conhecer melhor estas personagens e isso a autora foi fantástica.

Outro aspeto que é muito bom é que temos os personagens das séries anteriores, não só eles estão presentes na história como a própria história deles vai evoluir nestes livros. Neste terceiro livro em específico temos situações maravilhosas e muito importantes sobre personagens de outras séries e eu simplesmente adorei. Afinal de contas antes de apaixonar-me pelos personagens desta nova série, eu já era apaixonada pelos outros personagens e a autora dá a oportunidade ao leitor de conhecer mais da "vida" dos outros personagens e para mim é um ponto super positivo, porque se estamos no mesmo mundo é perfeitamente normal que os personagens interajam entre eles e ficamos a conhecer mais sobre a história e do futuro de quem já gostávamos muito.

O problema principal deste livro é algo que já vem desde o primeiro e sinceramente para mim não foi uma surpresa. Sabemos que as pessoas são facilmente manipuladas e o poder altera as pessoas, não é por ser um mundo de fantasia que vai ser diferente. A autora mostrou que estes problemas existem em qualquer mundo e mostra o quanto isso faz com que leve a guerras gigantescas, mesmo quando poderiam ser facilmente resolvida. Cassandra Clare conseguiu que eu tivesse um ódio por duas personagens específicas que eu sinceramente não estava a compreender, mas a verdade é que bastante querer "poder" que a realidade é completamente outra. O único aspeto negativo é que achei o final deste problema muito fácil de ser resolvido e até um pouco parvo, mas acredito que a autora ainda irá pegar nisto no futuro e que nada é tão simples assim.

No geral a série é maravilhosa e sem dúvida que esta é a melhor de todas. A autora escreve maravilhosamente bem e o mundo está cada vez maior e isso só mostra o quanto Cassandra Clare soube pensar bem no que queria criar e a cada nova série só fica melhor. Como já disse, o melhor de tudo é mesmo a forma como a autora deixou de parte todos os preconceitos, claro que já tínhamos relações homossexuais em outros livros da autora, mas ter transexuais e ainda um outro tipo de relação como o da Cristina, do Mark e do Kieran, é só simplesmente lindo, "amor é amor" e a autora soube desenvolver estes temas de uma forma perfeita e no ponto certo. Eu recomendo imenso esta série, se acham que são muitos livros podem sim apenas ler estes três da série Os Artifícios Negros, mas claro que muitas coisas não vão compreender e principalmente neste terceiro livro em específico a autora traz personagens antigas e se não leram não vão compreender o que elas fizeram, mas claro que podem, basta lerem uns resumos e comecem logo com Lady Midnight. Cassandra Clare sabe o que faz e este final não desiludiu em nada, o final em si para mim não poderia de outra maneira e sim, eu adorei profundamente. Leiam esta autora, fantasia no seu melhor e a autora não para e já sabemos que teremos mais histórias neste mundo e eu gosto muito e sim, estou ansiosa para ler mais!

Opinião dos livros anteriores:

Leitura com o apoio:

Sem comentários:

Publicar um comentário

Aqui podem deixar todos os comentários e prometo que responderei o mais rápido possível.

Comentários que não são construtivos não serão aceites.