12/04/2016

Opinião | "Trono de Vidro" de Sarah J. Maas

Título: Trono de Vidro
Autor: Sarah J. Maas
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 400
Editor: Marcador
ISBN: 9789897541773
Coleção: Marcador Literatura
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 234 x 25 mm
Encadernação: Capa mole

Sinopse: Numa terra em que a magia foi banida e em que o rei governa com mão de ferro, uma assassina é chamada ao castelo. Ela vai, não para matar o rei, mas para conquistara sua própria liberdade. Se derrotar os vinte e três oponentes em competição, será libertada da prisão para servir a Coroa com o estatuto de campeão do rei - o assassino do rei. O seu nome é Celaena Sardothien. O príncipe herdeiro vai provocá-la. O capitão da Guarda vai protegê-la. Mas um halo maléfico vagueia no castelo de vidro - e está lá para matar. Quando os seus concorrentes começam a morrer um a um, a luta de Celaena pela liberdade torna-se numa luta pela sobrevivência e numa jornada inesperada para expor um mal antes de que este destrua o seu mundo.

Opinião:
Desde que este livro foi lançado no original que vi imensos booktubers a falarem super bem desta história e assim que foi lançado cá em Portugal eu sabia que o tinha que ter. Entretanto comprei no início do ano, mas nos dois primeiros meses eu fiquei com aquela sensação que tinha que esperar, mas no início Março não resisti e iniciei a leitura e posso dizer que gostei imenso, também admito que esperava um pouco mais, mas não deixou de ser uma história fabulosa.

Neste livro conhecemos a Celaena, uma rapariga que está presa numa mina pois é uma assassina, mas um dia é chamada ao castelo onde o príncipe faz-lhe uma proposta. O rei vai fazer uma competição onde o melhor concorrente será o assassino do rei durante algum tempo e por último conseguirá a sua liberdade e pede para ela ser o seu campeão pois conhece toda a sua fama.

Basicamente o livro mostra a competição que a Celaena vai fazer com outros 23 concorrentes e começo já por dizer aquilo que não gostei e foi o que fez eu dar apenas 4 estrelas e não as 5, que é a competição em si. A competição estava repleta de assassinos, ladrões, entre outras pessoas que basicamente faziam de tudo para sobreviver, incluindo matar qualquer pessoa e achei a competição bastante fraca. Estava à espera de sangue e lutas até à morte, afinal o vencedor vai ser o assassino no rei e por isso tem que mostrar as suas habilidades, mas não é isso que acontece. Durante toda a competição achei algo mais como um treino, apenas mostravam umas lutas de espada, o mais rápido, etc, mas o objetivo não era matar o adversário, apenas concluir a prova e não gostei disso, até no último confronto é dito que não é para matar o adversário. Devido à competição ser tão fraca, a Celaena não mostrou realmente o que consegue fazer e o que deu origem à sua fama, até achei que tudo o que ela dizia era só garganta, mas a verdade é que foi a competição que não deu para ela mostrar as suas capacidades e acredito que no próximo livro isso vai mudar e vamos conhecer a verdadeira Celaena.

Relativamente aos aspectos positivos tenho tanta coisa para dizer que nem sei por onde começar. Primeiro eu adorei todo o mundo criado pela Sarah J. Maas, é um mundo onde a magia foi banida e claro que isso traz consequências, mas a forma como a autora elaborou a história está tão bem feita que rapidamente envolvi-me com o enredo. As personagens também não poderiam ser melhores, a Celaena é uma rapariga com um passado trágico e isso só faz com que ela seja cada vez mais forte e ela sabe bem do que é capaz e utiliza isso a seu favor, desde os atributos físicos até à sua capacidade de lutar, tudo vale na hora de vencer e ela não tem medo de ser ela mesma, ela acredita nela própria e sabe que consegue alcançar tudo apenas com esforço e dedicação, afinal ela foi treinado para isso mesmo e por isso sabe que consegue. Neste livro temos uma espécie de triângulo amoroso que admito que não gostei muito em si, eu gostei imenso da personagem do príncipe Dorian, mas apenas como pessoa, mas quando ele estava com a Celaena não sei porquê, mas não gostava nada e só queria que ele desaparece-se. Já o outro personagem, é o capitão da guarda, o Chaol, que a protege e a ajuda nos treinos, eu fiquei completamente apaixonada por ele. Já à imenso tempo que não gostava tanto de uma personagem literária como gostei do Chaol e ao longo do livro vamos ver a relação dos dois a passarem por diversas fases, desde o desprezo inicial, para uma amizade bastante agradável e espero que no próximo livro isto leve a algo mais, pois sem dúvida eu adoro o Chaol.

No meio de personagens maravilhosas, a autora também consegue fazer com que sem aparecer muito, eu tenha ficado com um ódio mortal ao rei e já prevejo que ele vai dar muito que falar no futuro, afinal ele é o rei, e o que é que os reis querem? Poder, obviamente e estou a ver que não vai ser bonito. A autora foi fabulosa em conjugar personagens femininas bastante fortes com personagens masculinas também elas fortes, o que vai dar grandes choques de opiniões e faz desta fantasia um drama ainda mais intenso e interessante.

Ao decorrer da história, alguns concorrentes da competição são mortos inexplicavelmente, ninguém sabe o que aconteceu, ninguém viu nada e as mortes são bastante cruéis e aqui começa o mistério e a especulação. Para mim, este foi sem dúvida o que fez com que o livro fosse bastante bom e fez aquilo que eu queria ver na competição, ou seja, sangue e mortes bastante horríveis. A autora construiu um mistério, que na minha opinião não está em quem matou os concorrentes (pois essa pessoa eu achei bastante previsível), mas sim todo o mistério que está por detrás dessas mortes e que é sem dúvida bastante envolvente e fez eu ficar presa ao livro para saber o porquê de tudo aquilo estar a acontecer.

A escrita da Sarah J. Maas é fabulosa, super bem descritiva mas sem ser cansativa, consegue transmitir todos os pormenores desde o local, a magia e aos acontecimentos, tornando assim bastante elaborado, mas ao mesmo tempo bastante simples de se ler. Fiquei fã e sem dúvida que estou bastante curiosa pela continuação para saber o que vai acontecer. Entre mistérios, intrigas, fantasia, uma pitada de romance e imensa ação, Trono de Vidro é uma história fabulosa que acredito que vai apaixonar e envolver qualquer leitor neste maravilhoso universo!

Classificação: 4 Estrelas no Goodreads

Sem comentários:

Publicar um comentário

Aqui podem deixar todos os comentários e prometo que responderei o mais rápido possível.

Comentários que não são construtivos não serão aceites.