04/05/2017

Opinião | "Marcado na Pele" de Anne Bishop

Título: Marcado na Pele
Autor: Anne Bishop
ISBN: 9789897730245
Edição ou reimpressão: 02-2017
Editor: Saída de Emergência
Idioma: Português
Dimensões: 158 x 229 x 27 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 432

Sinopse: Ninguém tem a capacidade de criar novos mundos como Anne Bishop, autora bestseller do The New York Times.
Durante séculos, os Outros e os humanos viveram lado a lado numa paz precária. Mas quando a Humanidade ultrapassa os seus limites, os Outros terão de decidir o que estão dispostos a tolerar.
Desde que os Outros se aliaram às Cassandra Sangue, os frágeis mas poderosos profetas humanos que estavam a ser explorados pela sua própria espécie, tudo se transformou na relação entre humanos e os Outros. Alguns como Simon Wolfgard, metamorfo e líder, e a profetisa Meg Corbyn, encaram a nova parceria como vantajosa.
Mas nem todos estão convencidos. Um grupo de humanos radicais procura usurpar terras através de uma série de ataques violentos contra os Outros. Mal sabem eles que existem forças mais perigosas e antigas que vampiros e metamorfos e que estão dispostas a fazer o que for necessário para proteger o que lhes pertence…

OPINIÃO:
Este é o quarto volume desta fabulosa série da Anne Bishop e é tão boa que eu estou completamente viciada neste mundo criado pela autora. A cada novo livro eu fico cada vez mais apegada a estes personagens, eu adoro o Simon e a Meg, mas também todos os outros envolventes que fazem desta história ser tão boa e cativante. Mas o melhor é mesmo a mensagem que a autora quer transmitir aos leitores, é tão forte e adequa-se tão bem aos dias de hoje que é uma metáfora ao que acontece no nosso planeta e só tenho a dizer que nós humanos deveríamos realmente "dar ouvidos" à natureza em vez de tentar destruí-la cada vez mais.

Aqui a história continua com um grupo de humanos a querer tomar posse de todas as terras que Os Outros possuem, os humanos acham que as têm que governar toda a terra e que têm esse direito, com isso eles têm planos para erradicar todos Os Outros. Mas claro que isso não é tão simples assim, afinal de contas  estamos a falar de seres bastante poderosos que parece que os humanos ainda não entenderam qual a força deles, mas mesmo assim não desistem e Os Outros começam a ficar fartos das atitudes dos humanos o que dá origem a uma guerra entre Os Outros e os humanos.

Quanto mais eu leio estes livros, mais eu noto o quanto os humanos são estúpidos, e não falo apenas na série, mas também na nossa vida. Esta história basicamente mostra um universo em que a natureza realmente fala com os humanos e diz-lhe o que podem e o que não podem fazer e as consequências das ações dos humanos são mais rápidas, na vida real, todas as consequências que estamos a fazer ao nosso planeta só aparecem milhares de anos depois e por isso fazemos. Todos sabemos do efeito de estufa, dos problemas da poluição das águas, etc, etc, mas nós humanos fazemos isso, porque os efeitos aparecem depois e não no momento. Agora imaginem um mundo onde a natureza é que mandava e quando algo era feito contra ela, esta reclamava no momento, isso é o que a autora nos traz nesta maravilhosa história que eu adoro, pois aqui vemos esses efeitos rapidamente. Mas o problema é que os humanos continuação a perceber a força que a natureza tem (ou pelo menos não quer perceber) e como sempre acham-se os "mais poderosos", mas a verdade não é essa e neste quarto volume conseguimos perfeitamente ver que isso.

A história está repleta de ação onde finalmente vemos os verdadeiros poderes dos Outros, eles são poderosos e não escondem isso, além que este mundo é tão mágico que a autora conseguiu surpreender a cada página, principalmente quando insere uns seres completamente diferentes que eu própria cheguei a ficar com medo dos humanos. Mas a evolução destas personagens é gigantesca, principalmente quando o Simon começa a confiar em certos humanos, isso só mostra o quanto ele quer dar uma nova oportunidade a eles, afinal ele nunca quis que esta luta acontecesse, os humanos é que fizeram de tudo que isto acontecesse. Adorei todos os pormenores novos deste mundo que Bishop acrescentou, mas o que mais gostei foi a evolução das personagens, é notável o quanto elas mudam, a principal razão é a Meg, mas eu não acredito que seja só por causa dela, é que Os Outros não são os monstros que todos dizem ser, eles têm um coração tão bom, apenas querem proteger a sua terra e quem amam.

O único aspeto negativo que tenho a dizer sobre esta série é que a relação da Meg e do Simon já cansa, tudo bem que a Meg tem todos os seus problemas e a mente dela no primeiro livro era quase igual a de uma criança, mas agora ela já cresceu tanto mentalmente que não percebo este "chove e não molha" que sinceramente já estou cansada. Ao fim de quatro livros já era para ter havido algo entre eles, afinal de contas os sinais estão lá todos, eles são completamente loucos um pelo outro e não fazem nada (e quando digo nada, é mesmo nada) e isso irrita-me. Claro que gosto das cenas fofinhas que eles têm, mas as "festinhas" sabem a pouco. De resto só tenho a dizer que Anne Bishop sabe construir um universo de uma forma esplêndida, com tantos pormenores que uma pessoa nem sabe como é possível ela ter estas ideias loucas, mas tão perfeitas que faz deste mundo algo grandioso para se ler.

A construção deste mundo é simplesmente incrível, com um enredo emocionante e um elenco inesquecível faz com que este livro seja uma leitura verdadeiramente notável e irresistível. A escrita de Anne Bishop é maravilhosa, mágica e de tal forma envolvente e cativante que insere-nos a este mundo complicado de uma forma tão simples, que parece que estamos realmente dentro deste universo. Bishop é incrível e esta série é simplesmente maravilhosa! Quem ainda não conhece, não sabe o que está a perder, é uma fantasia urbana sensacional que recomendo a quem ama este género, pois acreditem que vale mesmo a pena!

Opinião dos livros anteriores:
(clique nas capas para ler a minha opinião)

Leitura com o apoio:

Sem comentários:

Publicar um comentário

Aqui podem deixar todos os comentários e prometo que responderei o mais rápido possível.

Comentários que não são construtivos não serão aceites.